Alexandrine Brami é francesa, doutoranda e mestre em Ciências Políticas pelo Institut d'Études Politiques de Paris (SciencesPo), diplomada pela École Normale Supérieure, bacharel em Economia e Sociologia pela Universidade Paris X-Nanterre. Lecionou na Sciences Po entre 2002 e 2006. No Brasil, lecionou como professora convidada na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), na Universidade de São Paulo (USP) e na Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) onde ministrou um curso de preparação ao exame de admissão na Sciences Po.

Além de lecionar em instituições de ensino de excelência na França e no Brasil, é pesquisadora do Centre d’Études et de Recherches Internationales (CERI/Sciences Po), membro do grupo de pesquisa “Moeda e Crédito” do Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política da Pontifícia Universidade Católica em São Paulo (PUC-SP), e coordenadora de pesquisa no GVCenn-Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV-SP. Dedica-se à política comparada, às análises sobre a dinâmica política nas federações em transformação (Brasil, Rússia) e em construção (União Européia). Pesquisa comparativamente problemas ligados à descentralização fiscal e financeira, à governabilidade e governança, e às políticas públicas e de desenvolvimento regional. É autora de vários artigos publicados na França em revistas científicas.

Tem procurado, em todas as suas atividades, ampliar e aprofundar as ligações que unem a França e o Brasil nos setores educativo e cultural. Abriu em São Paulo a primeira “Classe Préparatoire aux Grandes Écoles et Universités françaises”, direcionada para a preparação ao exame de admissão e melhor integração na Sciences Po Paris, École Normale Supérieure, HEC, ESSEC, INSEAD, Université Paris I - Panthéon-Sorbonne, Université Paris IX – Dauphine, entre outras.

 

Currículo Completo

Formação Acadêmica

 

SCIENCES PO PARIS (2000-2009)

Mestre e Doutoranda em Ciência Política.

Mestrado especializado na Área pós-comunista.
Doutorado especializado sobre América latina. Tese em curso sobre reorganização das finanças públicas no Brasil, sob a orientação do Prof. Olivier Dabène.

A Escola Livre de Ciências Políticas criada por Emile Boutmy em 1872, sob o impulso de intelectuais como Taine e Renan, tinha a vocação de formar as elites políticas, econômicas e administrativas da República francesa. Situada em pleno centro de Paris, no bairro de Saint-Germain des Prés, a "Sciences Po", como é conhecida, garante uma formação seletiva, exigente, pluridisciplinar, especializada e fortemente reconhecida internacionalmente.

ÉCOLE NORMALE SUPÉRIEURE DE CACHAN (1998-2002)

Magistère d'Humanités Modernes
Bacharelado em Sociologia Política (Maîtrise)
Diploma de Economia (Licence)

Criada durante a Revolução francesa (1794), a ENS prepara, através de uma formação cultural e científica de alto nível, alunos destinados à pesquisa científica fundamental ou aplicada, ao ensino universitário e, mais geralmente, a servir nas administrações públicas e privadas.

LYCÉE HENRI IV (1995-1998)

Curso preparatório Hypokhâgne e Khâgne B/L
Seção da classe preparatória dos candidatos à École Normale Supérieure (ENS) especializada em Ciências sociais, que oferece uma formação de grau universitário em Economia, Sociologia, História contemporânea, Letras e Filosofia.

Situado em pleno Quartier Latin, frente ao Panthéon, o "Primeiro Liceu da França" (1791) ocupa os edifícios da abadia Sainte-Geneviève. Renomados escritores e filósofos estudaram lá, dentre os quais Alfred de Musset, Jean-Paul Sartre, Paul Nizan, Prosper Mérimée, Michel Foucault, Julien Gracq, Jean D'Ormesson, Jorge Semprun. Henri Bergson, Émile Chartier (o filósofo « Alain »), e Georges Pompidou lecionaram no liceu.

UNIVERSITÉ SORBONNE-NOUVELLE PARIS III (1996-1998)

 

Diploma universitário em Russo e Civilização Russa

LYCÉE HENRI IV
(1992-1995) - Baccalauréat Série ES (Mention Bien)

 

Cursos de Especialização

 

 

EUROPEAN UNIVERSITY AT ST. PETERSBURG (out.-nov. 2002)

International MA in Russian Studies

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA EM SÃO PAULO (março-junho 2002)

Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política e Ciências Sociais

UNIVERSITÉ PARIS I – PANTHÉON SORBONNE (1996-1997)

 

Russo para Negócios

Línguas

Francês: língua materna
Português: fluente
Inglês: bom nível
Russo: bom nível (12 anos de estudo)
Hebraico: básico (2 anos de estudo)

 

Atividades de ensino

 

  • Formação especializada para educação superior e ensino universitário


Curso e diploma da Ecole Normale Supérieure de Cachan (1998-2002)
A Escola tem vocação para formar "cidadãos já instruídos nas ciências práticas para aprender, sob a orientação dos mais hábeis professores de todas as matérias, a arte de ensinar". Há mais de dois séculos, a ENS forma prestigiosas personalidades científicas e literárias. Louis Pasteur, Henri Bergson, Emile Durkheim, Jules Romains, Jean Giraudoux, Romain Rolland, Alain, Marc Bloch, Michel Foucault, Simone Weil, Jean-Paul Sartre, Raymond Aron, foram seus alunos. A escola também formou grandes políticos como Jean Jaurès e Léon Blum.

Centre d’Initiation à l’Enseignement Supérieur-Sorbonne -CIES-Sorbonne (2002-2005)
Programa de formação ao Ensino Superior.

  • Atividades de ensino em universidades desde 2002


SCIENCES PO PARIS (set. 2002 - out. 2006)

PUC-SP - Curso de Relações Internacionais (fev. 2003 - junho 2006)

USP - FEA/Faculdade de Direito/Instituto de Relações Internacionais (março-junho 2006)

FGV - Escola de Administração de Empresas de São Paulo
Programa Santos Dumont (agosto 2005)
Curso preparatório ao exame da Sciences Po (março-junho de 2006)

 

Responsabilidades administrativas


Diretora Geral do IFESP (desde out. de 2006)

Coordenação no Brasil do Curso Integrado Sciences Po/PUC-SP (2002-2006)

Membro da Comissão de Estudos Universitários e Formação Superior da Câmara de Comércio e Indústria Belgo-Luxemburguesa-Brasileira no Brasil.

 

Vínculos institucionais


Centre d’Études et de Recherches Internationales (CERI/Sciences Po Paris)

Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios (GVcenn, FGV-SP): coordenadora de pesquisa

Membro do Núcleo de Pesquisa “Moeda e Crédito” do Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política da PUC-SP

Membro do conselho cientifico do Groupe d’Études et de Recherches pour le Français Langue Internationale (GERFLINT)

Colaboradora da revista Synergies-Brésil

 

Temas de interesse


Finanças: crises financeiras, escândalos financeiros, microfinanças
Finanças Públicas: tributação, reforma tributária, federalismo fiscal
Teoria do Estado: caso particular dos estados federativos e das economias “emergentes”
Cultura e Identidade: trabalhos publicados sobre diversidade cultural e multiculturalismo

 

Áreas geográficas


Brasil e América Latina
Rússia e Leste Europeu
França e União Européia

 

Comunicações

 

« Consumption Taxes in Brazil. Objectives, Constraints, Challenges », Programa EUROsociAL Sector Fiscalidad, Stratégies fiscales en lien avec la cohésion sociale, Brasília, 20-24/11/2006

« Recentralização Tributária no Brasil: Quem paga a conta? », X Congresso Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (X Conaf) - Unafisco Sindical, Natal, 07/11/06

« E possível empreender no Setor Público? », CEAG, EAESP-Fundação Getulio Vargas de São Paulo, São Paulo, 16/10/06

« Hétérogénéité régionale et monopolisation du pouvoir fiscal au Brésil », Séminaire « Hétérogénéités, inégalités et gouvernances au Brésil », EURIsCO et IRIS-CREDEP, Université Paris-Dauphine, 29/11/05.

« Les enjeux du fédéralisme au Brésil », Émission Enjeux Internationaux, France Culture, 17/10/05.

« Microfinanças e Reforma Tributária como alavancas para o Desenvolvimento », United Nations Radio News, 02/05/05.

 

Publicações

 

  • Finanças, Finanças públicas, Microfinanças

« Mondialisation et politique fiscale au Brésil » com Prof. Jean-Marc Siröen, Les études du CERI, Paris: Sciences Po, dezembro de 2007.

« A reforma tributária do Governo Lula: continuísmo e injustiça fiscal », com Carlos Eduardo Carvalho, Revista Katálysis, “Politicas sociais no governo Lula: promessas e realidade”, vol.10, n°1, Santa Catarina: UFSC, jan.-juin 2007, pp.44-53.

« L’affaire MMM » ou l’usage politique d’un scandale financier en Russie post-soviétique » in Gilles Favarel-Garrigues (dir.), Criminalité, police et gouvernement : trajectoires post-communistes, Paris, L'Harmattan, coll. Logiques Politiques, 2003, pp.83-108.

MMM : autopsie d’une « affaire ». Malaise, Mythes et Malversations dans la Russie post-soviétique, Mémoire de DEA, Dir. : Kathy Rousselet, Alessandro Stanziani, Paris : Institut d’Études Politiques de Paris, 2001, 152 p.

  • Cultura, Identidade, Teorias do multiculturalismo


« Conexão França.Br: Tudo que você precisa saber sobre a temporada francesa no Brasil », CoolMagazine, São Paulo, abril 2009, pp.62-64.

« L’enseignement dans un contexte pluriculturel et plurilingue », Rapport de Monitorat, Paris : CIES-Sorbonne, juin 2005, 25p.

« Philip Plisson : Les jangadas du Brésil », Photo, n°421, juillet-août 2005, pp.60-65.

« Livro: ponte entre o Brasil e a França », Gazeta Mercantil (03/06/05) e Jornal do Brasil (04/06/05).

« Le Multiculturalisme. Regards croisés sur une réalité et un projet de société », Synergies-Amérique du Nord, n°1 « Le défi de la diversité », Groupe d’Études et de Recherches pour le Français Langue Internationale (GERFLINT), 2004, pp.24-37.

« La jeunesse à Tahiti: renouveau identitaire et réveil culturel », Ethnologie française, n°4 «Outre-Mers: statuts, cultures, devenirs», Paris : Presses Universitaires de France, octobre 2002, pp.647-661.
Résumé: http://www.lehman.cuny.edu/ile.en.ile/pacifique/brami_renouveau.html.

« De la polynésianité à la ma’ohitude : déplacement des frontières ethniques et redéfinition du cadre politique à Tahiti », Hermès, Paris : Centre National de la Recherche Scientifique, avril 2002, pp.367-375.

« L’acculturation : étude d’un concept », Documents pour l’Enseignement Economique et Social, n°120, Paris : Centre National de Documentation Pédagogique, octobre 2000, pp.54-63.

Le renouveau identitaire et culturel dans la jeunesse à Tahiti, Mémoire de Maîtrise, Dir. Martine Segalen, Paris : Université Paris X, 2000, 220p. + annexes (mention Très Bien)

  • Filosofia política e pensamento político


« La complication. Retour sur le communisme, Claude Lefort », Note critique, Documents pour l’Enseignement Économique et Social, n°119, Paris : Centre National de Documentation Pédagogique, mars 2000, pp.64-70

 

  • Vínculo com associações

Association des Anciens Elèves de l’École des Roches (Embaixadora para o Brasil 2005-2007)

Association Amicale des Anciens élèves du Lycée Henri IV

Association des Anciens Elèves et des Elèves de l'ENS de Cachan

Association des Sciences-Po

Association Française de Sciences Politiques (AFSP)

Association canadienne de Sciences Politiques (ACSP)

American Political Science Association

Association Française des Femmes Diplômées des Universités

 

  • Prêmios e Distinções

Prix d’honneur de l’Association des Anciens Elèves du Lycée Henri IV, 1996

Mention d’Interprétation, concours interscolaire d’art dramatique, Théâtre Montansier de Versailles, 1994

Prix de M. le Maire de Paris, Mairie de Paris, 1992

 

  • Artigos

A reforma tributária do governo Lula - Por Alexandrine Brami

Intégration commerciale et recentralisation budgétaire au Brésil - Por Alexandrine Brami

La jeunesse à Tahiti : renouveau identitaire et réveil culturel - Por Alexandrine Brami

Mondialisation et politique fiscale au Brésil - Por Alexandrine Brami

Frontières ethniques et redéfinition du cadre politique à Tahiti - Por Alexandrine Brami

Intégration commerciale et politique fiscale au Brésil - Por Alexandrine Brami

 

  • Matérias

Tempo bom para plantar eficiência com computação em nuvem - Exame PME

Especialização no exterior - Por Por Juliana Cruz

Fonte especialista – Trabalho e educação na França - Por Edmilson Campos

Carga tributária: quem paga a conta tem de cobrar mudanças - Unafisco

Mercado de trabalho europeu - Por Rede Lajeado

 

  • Participações na TV

Dicas de vinhos - Bom di vinho

 

  • Participação em rádio

Entrevista Rádio Nacional - Sobre Emigração Quebec

 

  • Gerenciadora de Blog

O Melhor de Paris - Blogueira

My Little Brasil - Blogueira

 

AddThis Social Bookmark Button



Assine nossa Newsletter



{rsform 52}

*Ao inserir seus dados nesta página, você concorda que o IFESP, se utilize dos dados pessoais fornecidos, para envio de informações a respeito de eventos, produtos e serviços, comprometendo-se o mesmo ao sigilo e proteção da privacidade dos visitantes.

EVENTOS


 

 

DEPOIMENTOS

Realizei o curso preparatório para o exame DALF no IFESP e tive um excelente resultado. Além de ótimas aulas, a Prof. Pauline sempre dos deu apoio na candidatura e na busca por informações sobre instituições e cursos franceses. Foi um investimento com grande retorno pessoal e profissional.

Thais Burin
Prepa DALF (Agosto/2011)
Feb 06, 2012